O CIRCO

Quer saber mais sobre este agrupamento de artistas e fazedores de arte e cultura?

Vem ver tudo o que o Circo Navegador tem feito nos últimos 25 anos:

Histórico do Grupo

        O Circo Navegador (pessoa jurídica Luar Produções Artísticas Ltda-ME) dedica-se desde 1997 a pesquisa de linguagens, criação e produção de espetáculos de circo e teatro. Atuamos de forma continuada, valorizando a criação coletiva, fortalecendo os vínculos comunitários e a luta anti-hegemonica. Nesses 25 anos de existência o grupo deixou um grande legado de pesquisa, montagens, circulações, formação de profissionais, manutenção de um espaço cultural na cidade de São Sebastião e muita militância, ativismo, fomento e desenvolvimento cultural. Em 2009 na turnê internacional pela América do Sul foi premiado no Festival Ibero-Americano de Teatro de Mar Del Plata e realizou apresentações no Chile: Santiago, Valparaíso e San Pedro de Atacama e na Argentina: Buenos Aires, Córdoba, El Brete e Mar Del Plata.

Homenagem ao Picolino
Arte por toda parte (Foto de Nicia Guerriero)

Espetáculos

Como resultado de uma profunda investigação cênica foram montados os espetáculos: “Bancicleta e os Palhaços QUASE Músicos” (2017), “Cirquim do Serafim” (2015), “Cartas” (2014), “Notícia Pra Embrulhar Peixe” (2013), “Circo Navegador – 10 Anos” (2007), “Om Co Tô? Quem Co Sô? Prom Co Vô?” (2007), “Quixotes” (2005), “Estudo Para Palhaços nº 1 e 2” (2004), “No Olho da Rua” (2003), “Lavou, Tá Novo” (2001), “70 Senão 60” (2000), “O Diretor de Cinema” (1999), “Sarau” (1998) e “Hoje Tem Marmelada” (1997).  A intensa dedicação à criação de uma poética, que faça sentido para o público contemporâneo, deu origem a espetáculos comprometidos com a qualidade estética e dramatúrgica, que provocam o espectador e trazem à cena as características de síntese, poesia, transgressão e contestação.

Espaço Cultural Circo Navegador

Desde 2003 estamos sediados e desenvolvendo ações artísticas e culturais na cidade de São Sebastião, Litoral Norte do estado de São Paulo. Em dezembro de 2014 inauguramos o Espaço Cultural Circo Navegador por onde passaram grandes artistas como: Mestre Lumumba, Luiz Perequê, Moreno Overá, Ieda Terra, Juçara Marçal, Kiko Dinucci, Lenna Bahule, Luedji Lunna, Doralyce e Bia Ferreira. O espaço de múltiplo uso abriga: sala de ensaio, depósito e administração do grupo; sala de aula com aparelhos de circo e sala de espetáculo com capacidade para 50 pessoas. O público é recebido de maneira aconchegante em um café no foyer, com uma deliciosa pracinha que prolonga o passeio público e ocupa as vagas de estacionamento em frente ao espaço. Ações artísticas e culturais, artistas desfrutam de um teatro pequeno, mas de alta qualidade técnica, muito bem equipado, com ótima sonorização e iluminação cênica.

O espaço também dispõe de uma biblioteca com mais de 300 títulos de teatro (teoria e dramaturgia) que está à disposição da comunidade para pesquisa e produção cênica.

Atuamos de forma efetiva na região desde nossa chegada, por isso hoje, nos tornamos referência de criação, produção e formação artística. Nesse período de atuação continuada, profissionalizamos vários artistas, produtores e técnicos de grande talento. Também atraímos outros tantos profissionais que encontram no Circo Navegador o espaço de interação artística e a oportunidade de ampliação da visibilidade, atuação, criação e pesquisa estética.

Ativismo Cultural

Estimulando o fomento às artes cênicas o grupo criou e produziu o Festival de Teatro de Rua de São Sebastião – SP (2004) que se desdobrou em 2019 no Festival Felino (Festival de Artes do Litoral Norte), o qual reuniu 26 apresentações e 5 oficinas de grupos do Brasil, Argentina, Colômbia, Chile e Espanha e em 2019 e 2020 nas 3 edições de Festival Felino Preta realizadas em formato online, com artistas como Craca e Dani Nega e Juçara Marçal. No ano de 2022 retomamos o formato presencial e realizamos a 5ª edição do Festival Felino reconhecendo e legitimando os principais artistas e grupos do Litoral Norte.

Em constante troca de informações e experiências com alguns dos principais grupos artísticos brasileiros, participamos ativamente do “cenário” teatral e circense por meio de ações artísticas e conquistas políticas. Estivemos presentes nas principais mobilizações e discussões a respeito do aperfeiçoamento dos meios de criação e produção artística. Participamos do movimento “Arte Contra a Barbárie” e das conquistas para o teatro de rua no movimento “Se Essa Rua Fosse Minha”, no “Movimento de Teatro de Rua de São Paulo”, na capital paulista, no interior participamos do FLIGSP – Fórum do Interior Litoral e Grande São Paulo e na nossa região criamos o “Fórum de Cultura do Litoral Norte” em 2017, que atualmente conta com mais de 200 participantes e conquistou a credibilidade dos gestores do setor público. O impacto significativo desse movimento é a criação de políticas públicas e o aprofundamento dos princípios republicanos que têm orientado as relações entre a sociedade civil e o setor público.

Na produção de conteúdos digitais e audiovisual desenvolvemos os projetos Roda Cidadã e Tem Sim Senhor em formato web série.

Roda Cidadã
Festival Felino (Foto de Cristina Prochaska)
Fórum de Cultura do Litoral Norte, Encontro em Caraguatatuba, 2017.
Fórum de Cultura do Litoral Norte, Encontro em Ilhabela, 2018 (Foto de Cristina Prochaska).